Depois de mostrar pra você as causas e os sintomas da miopia, é hora de dar sequência a nossa série sobre os problemas oculares mais comuns. Agora, iremos abordar outra doença que também acomete muita gente: a hipermetropia.

Quais são os principais sintomas da hipermetropia?
Pessoas hipermétropes têm uma visão embaçada a qualquer distância — a menos que façam um esforço constante para manter o foco, o que pode causar tensão, dores de cabeça e fadiga ocular. Bebês e crianças normalmente têm um pequeno grau de hipermetropia; à medida que seus olhos crescem e se alongam, a condição se corrige de forma natural, normalmente até os sete ou oito anos. Em alguns casos, a hipermetropia permanece na fase adulta, mas existem pessoas que não percebem porque possuem flexibilidade suficiente em seu poder de foco para corrigir a condição sem a ajuda de óculos ou lentes.

O que causa a hipermetropia?
A hipermetropia ocorre quando o olho é mais curto do que o normal. Isso faz com que as imagens sejam focadas atrás da retina, quando deveriam ser focadas na própria retina. Essa condição normalmente é hereditária.

Se você está sentindo os sintomas da hipermetropia, consulte já um bom oftalmologista. E, se por acaso precisar usar óculos, visite uma das várias lojas da Belliótica e consulte nossas opções em lentes e armações.

Na próxima semana, confira aqui no blog tudo sobre astigmatismo. Esperamos você!