Um charme que nasceu em 1937 e que desde então passou a ser uma das marcas mais lembradas no mundo da moda. Os óculos Ray­-Ban se tornaram um grande clássico e continuam passando por gerações com seus modelos cheios de inovação, audácia e liberdade. Desde a sua criação até os dias de hoje, as releituras dos modelos continuam agradando à todos os consumidores, com características únicas como vanguarda e elegância.

História – A Ray­-Ban começou na década de 20, durante o grande crescimento da aviação em países que investiam no desenvolvimento de equipamentos militares. Para a época, as aeronaves estavam com tecnologias cada vez mais avançadas, porém algo ainda incomodava os pilotos. Os oficiais sempre reclamavam da intensa entrada de claridade que ofuscava seus olhos, aumentando o grau de dificuldade das operações e causando distorções visuais durante os voos.

A partir disso, John MacCready, um respeitado general da Força Aérea americana, fez uma importante encomenda para uma das melhores e mais competentes empresas especializadas em projetar óculos e artigos oculares, a Bausch & Lomb. O general precisava de algo que ajudasse seus pilotos de caça, que até então enfrentavam sérios e rotineiros problemas com visibilidade causados pelos raios UV.

Depois que a empresa aceitou o desafio, o projeto foi apresentado com a proposta elaborada em cima das primeiras máscaras criadas para pilotos do século passado. Com lentes esverdeadas feitas de cristal especial e com armações que pesavam aproximadamente 150 gramas, o acessório foi batizados de “Anti­Glare Aviator”, e tinha como intenção principal bloquear o máximo possível da luz visível.

Já com o nome de Ray­-Ban Aviator, os óculos passaram rapidamente a ser parte das fardas entre os oficiais americanos. Não demorou muito para o acessório sair do ambiente militar e cair no gosto das pessoas, passando a ser comercializado em versão aberta ao público, com charmosas armações douradas e belas lentes verde­ escuro.

Para ser vendido em grandes óticas, a escolha do público­-alvo não foi nenhuma complicação para a empresa. Assim como a área militar, o foco sempre foi homens e mulheres com estilo esportivo e amantes do ar livre.

Com o passar dos anos e a evolução do mercado, os óculos Ray-­Ban ganharam outras formas, além de muitas linhas e coleções diferentes, como em 1951, quando a pedido específico da Marinha dos Estados Unidos, a marca desenvolveu as lentes cinza N­15. Em 1952 a empresa lançou um de seus modelos de maior sucesso: O Ray­-Ban Wayfarer, que é visto com frequência até hoje.

Moda – O Wayfarer ficou conhecido como o “óculos hipster” apesar de já estar no mainstream faz tempo. É um dos modelos mais famosos e seu design foi copiado por inúmeras marcas. Celebridades adoram o modelo, e não são apenas as contemporâneas.

Jude Law é visto frequentemente com sua coleção de Ray­Ban Wayfarer. Dica: o óculos Ray-­Ban Wayfarer está disponível em tamanhos diferentes. Desde seu lançamento o óculos ganhou variações. O código do Wayfarer clássico é RB2140.

O Ray­-Ban Clubmaster é outro modelo que merece atenção. Popular na década de 50, com uma bela retomada 1980 e relançamento em 2009, o Clubmaster foi adotado massivamente por celebridades gringas entre 2009 e 2010. Entre elas estão Rachel Bilson, Diane Krueger, Mischa Barton, Kristen Stewart e Lindsay Lohan.

Crescendo ainda mais, e agora pensando em conquistar o rosto dos pequenos, a marca lançou a coleção Ray­-Ban Junior para crianças de 8 a 12 anos, introduzida no mercado em 2003 com o slogan “My first Ray-­Ban” (O meu primeiro Ray­-Ban); e os óculos com armações especialmente feitas para lentes de grau.

Aqui na Belliótica nós somos apaixonado pelo design e qualidade dos óculos Ray-­Ban. Qual o seu favorito?